fbpx
interior de ginásio

Como criar um ginásio em casa: as dicas dos profissionais

Partilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Criar um ginásio em casa é um processo complexo. Há vários fatores a considerar antes de encher o quarto ou a garagem com equipamentos. Por isso, comece por planear o espaço, traçar objetivos e falar com pessoas que já criaram um homegym. A experiência dos outros é uma excelente forma de recolher conselhos importantes.

Pedimos dicas àqueles que já têm o seu espaço ou passaram por um processo semelhante. Falámos com Renato Mendes, dono do Flex Fit Studio, e com o atleta Pedro Matos, que tem o seu ginásio em casa desde 2015, apelidado de The Humble Box.

 

GeometrikTarget: Quais os aspetos mais importantes a considerar quando se cria um ginásio em casa?

Renato Mendes: Na minha opinião, o mais importante é a qualidade do material/equipamento que colocamos. Não nos podemos esquecer que vamos trabalhar com tensão e carga, coisas que provocam grande desgaste. Se o material não for bom, rapidamente teremos de trocar.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Renato Mendes (@renatomendesfit)


Pedro Matos:
O aspeto mais importante a ter em conta, é perceber qual a relevância [do homegym] para a vida de cada um, no seu dia a dia. Isto, porque, se tivermos a ideia clara do quão relevante isso será na nossa vida, todas as restantes decisões serão mais fáceis de tomar.

Decisões do tipo: quanto estou disposto a investir; que espaço preciso; que equipamento vou comprar. [Estas decisões] serão mais fáceis tomar quanto mais claro estiver para a pessoa o quanto pretende desfrutar do seu ginásio em casa.

 

Certifique-se que tem um espaço adequado para treinar e inteiramente pensado para exercício físico. Com as devidas adaptações, é possível instalar um ginásio no quarto, na sala ou na garagem.

A ventilação do espaço também é importante, principalmente se a área for pequena. Opte por uma divisão com janelas ou portas para o exterior, para que o ar circule. Se não for possível, considere instalar um sistema de ar condicionado ou ventoinhas. Será mais fácil respirar e a exigência física será menor.

Antes de comprar equipamentos, garanta que o espaço não precisa de obras, como instalações elétricas, mudanças na canalização ou nivelamento do chão. Esta área deve estar preparada para absorver impactos e ruídos, para não incomodar os seus vizinhos e não danificar a estrutura.

 

GT: Qual deve ser a prioridade durante este processo?

RM: Procurar outras pessoas ou empresas que já tenham construído algo semelhante. Perceber se estão satisfeitos e se nos fornecem o melhor feedback.

PM: A prioridade mudará de pessoa para pessoa, dependendo do seu objetivo. No entanto, eu diria que devem iniciar o investimento adquirindo equipamentos que vos permitirão fazer treinos/movimentos que gostam e que dominam. Treinar sozinho não é divertido, nem é fácil, então optar por ter equipamentos que gostem de usar e treinos que gostem de fazer, e que dominem bem, seria a principal prioridade para iniciar. Tudo o resto desenvolver-se-á naturalmente.

 

Portanto, defina um tipo de treino que seja do seu agrado e com o qual se sinta confortável. Esta escolha é muito importante, uma vez que terá impactos no seu orçamento, nos equipamentos, no pavimento e no ambiente do seu ginásio.

Estabeleça um orçamento e a parcela para cada etapa (obras, equipamento, pavimento, decoração,…). Estude todas as opções antes de avançar com a compra de materiais e defina prioridades. Assim, diminui a probabilidade de gastar dinheiro em aspetos menos importantes e ultrapassar o orçamento.


GT: Que obstáculos podem encontrar-se e como resolvê-los?

RM: Hoje, com a Internet, é tudo mais facilitado, mas a melhor maneira de resolver é reunir com os próprios fornecedores, ver o material ao vivo e, se possível, até experimentar.

PM: Quando iniciei o meu processo em 2015, o principal obstáculo era encontrar os artigos que queria. Não havia muitas empresas a comercializar os produtos e o meu conhecimento sobre os próprios artigos e as suas características era praticamente inexistente. Acho que hoje em dia os obstáculos são menores, porque há várias empresas a comercializar os artigos, e muitas delas com profissionais de qualidade para aconselhar as melhores soluções para a realidade de cada um.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Pedro Matos (@pedro_matos4)


Tenha paciência durante o processo de escolha dos materiais e faça uma avaliação cuidada. Só assim diminuirá a possibilidade de se arrepender das suas decisões ou de exceder o orçamento.

 

GT: Como maximizar o espaço?

RM: Antes de comprar o que quer que seja, faça uma planta do espaço, como se tudo já estivesse lá.

PM: Hoje há muitas soluções no mercado, portanto, aconselho que pesquisem, perguntem aos profissionais e, dentro dos equipamentos que pretendem, encontrarão, de certeza, a melhor solução para maximizar o vosso espaço de acordo com o vosso objetivo.

 

A arrumação é essencial para libertar espaço. Pondere fazer ou comprar prateleiras onde consiga guardar materiais pequenos, como elásticos, cordas, tapetes ou rolos. Uma parede bem organizada pode ser uma excelente forma de guardar os seus equipamentos mais pequenos, sem roubar espaço do seu chão.

Pode criar a sensação de uma área mais ampla ao aplicar espelhos na parede. Não só estará a decorar a divisão, como poderá usá-los para acompanhar a execução dos exercícios.

Sempre que possível, use luz natural. A sua conjugação com paredes brancas e espelhos criará um ambiente mais amplo.

 

O atleta Pedro Matos tem o seu próprio espaço, que apelida de Humble Box, e por isso, questionámos: Qual conselho gostaria que lhe tivessem dado antes de montar um ginásio em casa?

 

“Sinceramente, olhando para trás, não consigo sentir que me tenha faltado um conselho. Talvez porque eu tinha tão claro em mim que eu queria muito ter o meu ginásio, e estava tão focado nisso, que só procurava soluções para poder atingir esse meu objetivo. Assim, fica difícil dar um conselho que não este mesmo: tenham claro para vocês o porquê de ter um ginásio em casa e todas as vossas decisões serão naturalmente tomadas no sentido correto.”

 

Outros aspetos a considerar

– Pavimento 

O pavimento é essencial para garantir o conforto e segurança durante a prática desportiva. Ajuda a proteger a base do espaço, os equipamentos e o atleta. Também reduz impactos e vibrações, evitando incomodar a família e os vizinhos sempre que treina.

Os pavimentos de borracha são os mais indicados para treinos de musculação e com utilização de cargas e equipamentos pesados. Além disso, dão-lhe a versatilidade necessária para executar diferentes exercícios e modalidades. Já para atividades mais holísticas, como yoga e exercícios de combate, opte por pavimentos acolchoados, como o Tatami.

– Ambiente

Crie um espaço onde se sinta confortável para treinar e que o motive. Pode decorar as paredes com quadros, frases e até espelhos. No entanto, tenha atenção para não colocar nada que possa cair ou prejudicar a performance durante os exercícios.

 

Desenvolver o seu próprio ginásio em casa pode ser muito gratificante. Lembre-se dos benefícios que trará para o seu quotidiano e para a sua saúde. Aposte num espaço que o deixe realmente satisfeito e com vontade de treinar mais e mais a cada dia.

 

VER PAVIMENTOS FITNESS

Preencha os dados abaixo. Um especialista Geometrik entrará em contacto consigo!